sábado, 28 de dezembro de 2013

Alberto Rivera: Ex-Jesuíta


Alberto Rivera era um padre Jesuíta. Sua mãe morreu quando ele era muito jovem, formou em sua mente que procurando um padre ele aprenderia a verdade sobre Deus.Sua consciência procurava onde estava a verdade. Ganhou uma bíblia, que passou a lê-la debaixo das cobertas. Muitos fatos deixaram-no decepcionado. Trabalhou como Saulo da bíblia para o crescimento da igreja Católica e a derrocada do Protestantismo. Quando a sua vida estava se esgotando Jesus livrou-o e agora podia testemunhar. Mas, sua história não para aqui.

Como um padre Jesuíta estava sendo orientado para ser lider, Alberto Rivera era treinado dentro dos planos por seus superiores. Muitos do que eles disseram não poderia ser escrito (ninguém ousaria).

Os testemunhos quando foram para o publico sofreram ataques da igreja católica diretamente no seu autor.
Como resultado de seu testemunho, Alberto Rivera contribuiu para que muitos católicos romanos achassem a paz verdadeira e a confiança em Jesus, e o mais importante para sua salvação, em vez de confiar em papas, sacramentos ou bons trabalhos. Depois de ler uma parte de sua história, você pode entender por que ele produziu controvérsia mundial. Você nunca mais verá o catolicismo do mesmo modo novamente!

O editor dos quadrinhos que contam o testemunho da vida do Ex-Jesuíta Alberto diz o seguinte: “Dezoito anos atrás, pela providência de Deus, o Senhor indicou um homem com uma mensagem vital junto com um homem que teve um veículo para espalhar isto. Eu agradeço a Deus por me permitir trabalhar com Alberto na criação dos seis quadrinhos das Séries de Alberto. O propósito destas obras de Deus são: 1. Expor o catolicismo romano para o mundo e obtruir seu programa de trabalho. 2. Trazer o evangelho para um bilhão de católicos romanos presos em um sistema religioso sem salvação.”

Nós achamos que muitas pessoas têm perguntas depois de ler esta história verdadeira.Eis as respostas para estas perguntas.

Era Alberto realmente quem reivindicou ser? 


Assim que o testemunho de Alberto Rivera ficou público, a Igreja católica romana começou seu plano de boicotar esta operação. Alberto sabia demais! Ter sido preparado para liderança dos Jesuítas, ele tinha informações em coisas muito sensíveis para escrevê-las. Agora ele estava dizendo tudo o que sabia ao mundo!

Alberto estava sendo denunciado como se nunca tivesse sido um padre, embora ele possuisse documentação clara. Um artigo escrito por Gary Metz, atacava Alberto e o acusava de todos os tipos de coisas. Alberto recusou-se a gastar sua vida discutindo com seus acusadores. Ao invés, ele marchou em frente, pregando o evangelho, e confiante na proteção de Deus.

O mais famoso destes ataques pessoais foi uma carta aberta publicada em “Cristianismo Hoje”, que tinha sido copiado e distribuído em torno do mundo muitas vezes no ano de 1980. Ao ler este ataque um Cristão chamado James Houston, que leu o suficiente da história para saber a verdade sobre Alberto, defendeu-o dizendo:” E vital para aqueles cristãos que sabem que eles estão desmentindo a Bíblia entenderem a natureza da igreja católica. Entenderão porque precisam alcançar apaixonadamente os católicos e mostrar-lhes a salvação pela fé em Jesus Cristo. Se esta carta que o “Cristianismo Hoje” está distribuindo para atacar a mensagem do Ex-Padre Alberto até negando que sempre fora um padre, é apropriado que façamos refutação. Daí iremos entender a natureza desta igreja.”

 Antigos católicos que, depois de o encontrar, reconheceram imediatamente que ele era o Padre Alberto Riviera. Donna Eubanks Ex-Irmã Superior) 
“Eu sou agora uma cristã verdadeira, pela graça de Deus, depois de 23 anos como uma freira das Irmãs de St. Joseph. Eu posso atestar, de conhecimento pessoal, que o Dr. Rivera está dizendo a verdade sobre o Sistema católico romano.”

Clark Butterfiels (Ex-padre) 
“Depois de ler a história do Ex-Padre Alberto que percebi que eu não estava só em meu desejo como um antigo padre para trazer salvação para os milhões de cativos do sistema católico romano. Eu sou honrado por ser um associado com o ministério do Dr. Rivera.”


Documentos que comprovam a identidade do Jesuíta Alberto Rivera. 
Identidade: Este cartão de I.D. era emitido pelo governo espanhol na Espanha em 1967, debaixo da regra do ditador espanhol Franco. Suas forças de segurança eram igualmente tão rígidas quanto a Gestapo era na Alemanha. Para obter este documento, Alberto teve que prover certidão de nascimento, documentos de identificação e prova positiva de sua arquidiocese de ser um padre. Várias organizações de segurança eram envoltas, semelhante a CIA e FBI. O padre, Alberto Rivera, teve que ser aprovado por todas estas organizações para receber este documento. Não existia nenhum modo de ter sido uma falsificação. Não existe nenhuma duvida que ele era um padre. O que você vê aqui é prova positiva. Iste documento era concedido por um governo que garantiu submissão absoluta para o papa através de concordata assinada pelo governo da Espanha e o Vaticano.

Alberto Rivera quando era padre jovem, foi o Diretor da Escola de Paróquia em San Lorenzo, Tarrasa, Espanha. 

Ele recebeu uma carta do Arcebispo de Madrid- Alcala dando a ele permissão para viajar em países estrangeiros à serviço do papa.

Depois que se livrou do juramento de celibato imposto pela igreja católica Alberto casou-se com Nury e tiveram um filho de nome Alberto Jr. Constituiu um ministério com um “Centro de informações anti-cristãs” divulgando a verdade sobre Jesus e a diferença que é o Cristo pregado pelo Vaticano.

O Dr. Alberto em 1997 ficou acamado e muito doente, vindo a falecer em 20 de junho do mesmo ano. Suas finanças já estavam deterioradas pois mantinha-se com o ministério que fazia e viajava muito. Sua esposa Nury continua seu ministério do “Centro de informações”.


Matéria compilada do site:
Chick Publications.
Fonte: colhido do site www.vivalegre.com.br/materias/materia.asp?cod=554

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recomendamos