segunda-feira, 23 de julho de 2012

Uma sociedade sem dinheiro pode estar mais perto do que muita gente jamais ousar imaginar

Por: Eduardo Melo

A maioria das pessoas pensa  que  uma sociedade sem dinheiro como algo muito distante e que só deve acontecer num futuro bem distante. Infelizmente, isso não corresponde aos fatos. A verdade é que uma sociedade sem dinheiro está muito mais perto de existir do que a maioria das pessoas jamais ousaria imaginar.  A passos largos a transição para uma sociedade sem dinheiro está sendo feito de forma natural.

Hoje, apenas 7%  de todas as operações nos Estados Unidos são feitos com dinheiro, e a maioria dessas transações envolvem quantidades muito pequenas de dinheiro. Basta pensar  por um momento. Onde você ainda usa o dinheiro nos dias de hoje? Se você comprar um hambúrguer, ou se você compra algo em uma lojinha de 1.99 você ainda vai usar o dinheiro, mas para qualquer transação de tamanho médio ou grande porte a grande maioria das pessoas , utilizam outra forma de pagamento.

Nosso sistema financeiro está mudando radicalmente, e o dinheiro está rapidamente se tornando uma coisa do passado. Vivemos em um mundo digital, e os governos nacionais e os grande bancos, estão incentivando o abandono do papel moeda e das moedas. Mas o que significa uma  sociedade sem dinheiro para o nosso futuro? Há algum perigo neste sistema?

Essas questões são muito importantes, mas na maioria das vezes ambos os lados da questão não são apresentados de forma equilibrada na grande mídia. Em vez disso, reportagens mais tradicionais tendem acabar com papel moeda o dinheiro e fazer apologia  sobre como a moeda digital é maravilhosa.

Por exemplo hoje no Brasil já é possível pagar contas com o celular.

Dinheiro também é digital - são zeros e uns armazenados em algum computador, o que leva alguns economistas a prever o uso do dinheiro à moda antiga em breve poderá ser peça de museu.

"Haverá um tempo - eu não sei quando, eu não posso lhe dar uma data - quando o dinheiro físico vai deixar de existir", disse o economista Robert Reich.
Então vamos ter uma sociedade completamente sem dinheiro no futuro próximo?

Claro que não. Seria altamente impopular para os governos do mundo forçar um sistema desses em cima de nós de uma só vez.

Em vez disso, os grandes bancos e os governos do mundo industrializado estão fazendo todo o possível para fazer naturalmente a transição para tal sistema. Depois que 98 ou 99 por cento de todas as operações não envolverem mais o dinheiro, eliminar 1 ou 2 por cento do restante vai ser molesa.

Os grandes bancos querem uma sociedade sem dinheiro porque é muito mais rentável para eles.

Os grandes bancos ganham bilhões de dólares em taxas de cartões de débito e fazem lucros absolutamente enormes de cartões de crédito.

Mas quando as pessoas usam dinheiro os grandes bancos não ganham nada.

Então, obviamente, os grandes bancos e as grandes empresas de cartão de crédito são os agentes principais para uma sociedade sem dinheiro.

A maioria dos governos ao redor do mundo estão ansiosos para a transição,  para uma sociedade sem dinheiro, bem citarei algum argumentos deles ....

- O dinheiro é caro para imprimir, inspecionar, mover e guardar.

- Sempre temos problemas, desde que exista a moeda de papel.

- E bom ter dinheiro de papel, por que facilita a vida dos criminosos, porque papel não deixa rastros. Eliminando dinheiro tornaria muito mais difícil para os traficantes, prostitutas e outros criminosos fazerem seus negócios.

-Acima de tudo, uma sociedade sem dinheiro iria dar aos governos mais controle. Os governos seriam capazes de controlar praticamente todas as transações e também seria capaz de monitorar o cumprimento fiscal(pagamento de impostos) muito mais de perto.

Quando você entender os fatores listados acima, fica mais fácil entender por que o uso de dinheiro é cada vez mais demonizado. Governos ao redor do mundo estão cada vez mais enxergando o uso de dinheiro de forma negativa. Na verdade, de acordo com o governo dos EUA pagando com dinheiro em algumas circunstâncias, é agora considerado "atividade suspeita" que precisa ser denunciado às autoridades.
No Brasil também certa vez vendi meu automóvel em cache, dinheiro vivo, um gol 99 e fui ao banco depositar o dinheiro é passei por um interrogatório pelo caixa do banco pode isso.

Esse desdém pelo dinheiro de papel também tem crescido muito forte na comunidade financeira. Li recentemente o seguinte artigo ....

David Birch, diretor da Consult Hyperion, uma empresa especializada em pagamentos eletrônicos, diz que uma mudança de moeda digital seria cortar os lucros ocultos.
"Nós estamos tentando usávamos o dinheiro na era industrial para apoiar o comércio em uma era pós-industrial e tecnológica. Ele simplesmente não funciona ", diz ele. "Mais cedo ou mais tarde, a mudança vão surgir  muito rapidamente,  e você se encontrará neste novo ambiente onde alguém for lhe pagar em dinheiro, você simplesmente suspeitara que eles são uma prostituta ou um pirata virtual . "
Você percebe o que está acontecendo?

Bastará você usar o dinheiro é  será o suficiente para taxarem você como um potencial criminoso.

Muitas pessoas vão ter medo de e não usaram o dinheiro simplesmente por causa do estigma que estão ligando a ele.

Esta é uma tendência Mundial. Na verdade, muitos outros países estão correndo  na frente dessa estrada em direção a uma sociedade sem dinheiro.

No Canadá, eles estão procurando maneiras de eliminar até mesmo moedas para que as pessoas podem usar formas alternativas de pagamento para todas as suas operações ....

A Royal Canadian Mint também está olhando para o futuro com a MintChip, um novo produto que poderia se tornar um substituto digital para moedas.

Na Suécia, apenas cerca de 3 por cento de todas as transações ainda envolvem dinheiro. Veja o que diz um artigo recente do Washington Post ....

Na maioria das cidades suecas, os ônibus públicos não aceitam dinheiro, bilhetes são pré-pagos ou adquiridos com uma mensagem de texto de telefone celular. Um pequeno mas crescente número de empresas só aceitam cartões, e algumas agências bancárias - que aceitam o dinheiro em transações eletrônicas - pararam de lidar com dinheiro completamente.
"Há cidades em que não é mais possível entrar um banco e usar  dinheiro", reclama Curt Persson, presidente da Organização Nacional da Suécia Reformados.
No Brasil não é diferente pelo menos nos ônibus já usamos cartões, a figura do trocador daqui uns anos não existirá mais.
Na Itália, todas as transações de dinheiro muito grandes foram proibidas. Anteriormente, o limite para usar o dinheiro em uma transação havia sido reduzido para o equivalente a apenas alguns milhares de dólares. Mas em dezembro, o primeiro-ministro Mario Monti propôs um novo limite de cerca de 1.300 dólares para transações em dinheiro.

E é assim que muitos governos farão a transição para uma sociedade sem dinheiro. Eles vão definir um teto e, em seguida, eles vão continuar baixando-a e reduzindo-o.

Mas é uma sociedade sem dinheiro realmente seguro?

Claro que não.

As contas bancárias podem ser invadidas. Cartões de crédito e débito podem ser roubados. O roubo de identidade em todo o mundo é algo absolutamente crescente.

Portanto, as empresas de todo o planeta estão trabalhando febrilmente para fazer que todos esses sistemas sem dinheiro seja um sistema seguro.

O futuro, é inevitável! Os governos nacionais e as grandes instituições financeiras vão querer que mudemos os nossos sistemas de identificação atual, para o sistema biométrico, a fim de combater o crime no sistema financeiro.

Muitos desses sistemas de identidade biométricos estão se tornando cada vez mais avançados.

Por exemplo, basta verificar o que a IBM tem vem a desenvolvendo. Veja um recente comunicado da imprensa da IBM ....

Você não precisa mais criar, controlar ou lembrar de várias senhas para vários log-ins. Imagine que você será capaz de ir até um caixa eletrônico para retirar dinheiro de forma segura, basta falar seu nome ou olhar para um sensor minúsculo que é capaz de reconhecer os padrões únicos na retina de seu olho. Ou fazendo o mesmo, você pode verificar o saldo da conta no seu celular ou tablet.

Cada pessoa tem uma identidade única e biológica por trás de tudo isto estará seus dados. Dados biométricos - definições faciais, exames de retina e arquivos de voz - será criado por um programa que construirá a sua senha exclusiva apartir seu DNA.
Referido como multi-fator da biometria, sistemas inteligentes serão capazes de usar essas informações em tempo real, para certificar-se sempre que alguém está tentando acessar suas informações,  se corresponde ao seu perfil biométrico único e a transação será ou não autorizada.
Você está pronto para isso?

Ele está vindo.

No futuro, se você não entregar as informações de identidade biométrica, você pode ser lançado para fora de todo o sistema financeiro.

Outro método que pode ser usado para fazer a identificação financeira mais segura é a utilização de microchips implantáveis RFID.

Sim, há muita resistência a essa ideia, mas o fato é que o uso de chips RFID em animais e em seres humanos está se espalhando rapidamente.

Em algumas cidades americanas já se tornou obrigatório à implantação de microchips em todos os gatos e todos os cães para que eles possam ser rastreados.

Nos Estados Unidos, os funcionários estão sendo obrigados a ter emblemas que contêm chips RFID, e em alguns casos, os empregadores estão realmente a exigir que os funcionários tenham chips RFID injetadas em seus corpos.

Cada vez mais, os chips RFID estão sendo implantados na parte superior do braço dos pacientes que têm doença de Alzheimer. A idéia é que isso ajudará os médicos e enfermeiros a cuidarem da saúde e acompanhar pacientes de Alzheimer para eles não se perdam.


Em alguns países, microchips estão realmente sendo incorporado em uniformes escolares para se certificar de que os alunos estão indo à escola.

Você pode ver para onde tudo isso está caminhando?

Algumas empresas estão até mesmo o desenvolvimento de tecnologias de RFID que não precisa de injeção.

Uma empresa chamada Somark desenvolveu a tinta RFID chipless que é aplicado directamente na pele de um animal ou um ser humano. Estes "tatuagens RFID" são aplicados em cerca de 10 segundos utilizando micro-agulhas e um aplicador reutilizável, e eles podem ser lidos por um leitor de RFID de até quatro metros de distância.


Quer ter uma "tatuagem RFID" se o governo ou o seu banco lhe pediu para por uma?

Algumas pessoas lá fora estão realmente muito empolgados com essas novas tecnologias.

Por exemplo, um colunista chamado Don Tennant escreveu um artigo intitulado "Chip Me - Please" em que ele expressou seu entusiasmo desenfreado por um microchip implantável que conteria toda a sua informação médica ....

"Tudo o que posso dizer é que eu seria a primeira pessoa na fila por um implante."
Mas que existem perigos reais para ir a um sistema que é totalmente digital?

Por exemplo, o que se um ataque devastador dizimado, ou blackout em  nossa rede elétrica e na maioria dos nossos computadores de norte a sul?

Como as coisas funcionariam?

Infelizmente, a maioria das pessoas não pensa nesse tipo de coisa.

Nosso mundo está mudando mais rapidamente do que nunca, e nós devemos estar conscientes para onde estas mudanças estão nos levando.

Só porque a nossa tecnologia está a avançar não significa que o nosso mundo está se tornando um lugar melhor.

Existem milhões de pessoas que  não querem saber de absolutamente nada sobre os sistemas biométricos de identidade ou implantes RFID(frequência de identificação).

Mas a grande mídia continua a declarar que nada pode parar as mudanças que estão chegando. Um artigo recente notícia CBS fez a seguinte declaração ....

"A maioria concorda uma sociedade sem dinheiro não é apenas inevitável, para a maioria de nós, ele já está aqui."
Sim, uma sociedade sem dinheiro está vindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recomendamos